Agência de Branding e Criação de Marca

Valor não é um conceito aplicado apenas na precificação de produtos e serviços. Ele também se destina ao conjunto de atitudes, hábitos e comportamentos. Sim, hoje as empresas vão além da simples oferta e geração de demanda. Também, possuem personalidade, são agentes ativos na realidade de seus consumidores e buscam relevância. Esta é uma premissa na criação e manutenção de marcas no mercado atual.

Não se trata mais só em vender.

Mas sim de criar experiências únicas. E para isto, o branding ou a gestão de marcas, é essencial. Através deste recurso, empresas constroem o DNA de seus negócios. Estabelecendo uma personalidade própria, que, claro, dialoga com a do público-alvo. A definição simplificada de branding é: uma união de ideais, atributos e ações – propagadas pelo posicionamento e pela comunicação da marca – que permitem representatividade, diferenciação competitiva, envolvimento de seus consumidores, destaque e memorização de produtos e serviços.

Fica claro que a atratividade comercial do mundo pós-moderno é conquistada com esta proposta de interação entre marcas e consumidores. O resultado é um relacionamento que agrega aos dois lados.

Desta forma, uma agência de Branding e criação de marca fica responsável por organizar e apresentar a imagem. Acrescentando-lhe voz e atitude, para que ela possa integrar a personalidade da marca. Proporcionar esta experiência interativa e engajada garante visibilidade, fidelização, longevidade, otimização de investimentos e aumento do valor da marca. O branding também permite que a cultura coorporativa se firme na mentalidade dos consumidores e colaboradores, que passam a se relacionar emocionalmente com a marca e a somar. – Com propaganda espontânea, por exemplo – para seu crescimento, tornando ela um ente querido pelo qual todos torcemos.

Branding é a alma do do negócio?

Sim! é o que está por traz dos produtos e serviços e que oferece um retorno muito maior do que uma simples aquisição. Afinal, com esta ferramenta, marcas podem envolver seu público em experiências diferenciadas, coerentes com necessidades sociais e ambientais, fazendo com que aquele consumo represente um posicionamento de valor, uma adesão a determinadas causas, ou engajamento em novas atitudes – como faz, por exemplo, a Coca-cola ao distribuir o conceito de amizade e compartilhamento mais do que refrigerantes.

O oficio do branding é gerar uma identidade – e, por conseqüência, identificação – e construir uma narrativa sobre o que determinada marca representa: qual sua missão, seus valores, no que ela acredita e o que quer fazer pelo mundo atual. Assim ela terá autenticidade, relevância, presença e consistência – uma vez geradas tantas expectativas, é essencial cumpri-las. Mais do que falar, ela deve fazer, afinal o que está em jogo aqui é sua reputação. E marca alguma vai desejar ter a sua manchada na era da internet, certo? Alias, com a propagação instantânea e ilimitada de experiências e opiniões, nada mais fundamental do que uma boa reputação.

A Elefante Mídia branding é extremamente necessário para marcas que estão se lançando, realizando novas aquisições, mudando de posicionamento ou entrando em novos mercados. Mas também é muito importante para que as já consolidadas possam manter seu espaço, se modernizar e renovar sua imagem.